Contador

domingo, 23 de janeiro de 2011

(*Post Especial*) Segunda Publicitária #02 + Boteco Publicitário #02

Não vocês não estão malucos, hoje é domingo sim e sim esse post é de segunda feira. O motivo? Amanhã eu viajo para a Argentina, para finalizar as férias e depois voltar ao batente. Por causa disso esse, e por ter que acordar as 3:00 da manhã para ir para o aeroporto, esse post será publicado antes.

E tem mais uma novidade, excepcionalmente essa semana os dois quadros do blog serão postados juntos, pois não vou ter tempo de postar algo de lá.

Para começar, o Segunda Publicitária de hoje traz uma campanha de sustentabilidade, realizada por uma própria agência. O conceito da Campanha é de que a Humanidade e a natureza é uma coisa só, para isso a agência criou um site com dicas de como você pode ajudar a sustentabilidade do planeta.  O que eu mais gostei dessa campanha foi a foto que divulga o site.

Ficha Técnica:
Cliente: Agência Segmento
Agência: Segmento, Curitiba, Brazil
Publicado: Janeiro 2011


Para mim a sacada do braço de um idoso, que se parece com um tronco de árvore velha, é o que mais me impressiona na campanha, juntando isso com uma boa produção fotográfica, a própria imagem já passa a idéia.

Escolhi essa campanha também por outro motivo, sei que não tem nada haver com a idéia em si, mas a imagem lembra o que estamos vendo cada dia na Tv, que é a tragédia na região serrana do Rio de Janeiro

A próxima campanha, já é antiga e também não sei se vocês já viram, mas foi uma das mais pensadas que eu já vi. A campanha é para um pedido de doação para pesquisas contra o câncer de próstata.

Ficha Técnica:
Cliente: ?
Agência: TBWA\Singapore, Singapore
Publicado: Novembro 2010









Fico até sem palavras quando eu vejo essa campanha, simplesmente gênial.

Continuando esse enorme post, e para finalizá-lo também, vamos ao Boteco Publicitário, pegem suas cervejas, caipirinhas e soltem o som!. Mas lembrem-se, na hora de pagar a conta vai de Visa, se não você pode acabar cantando esse belo jingle.


Não sei quanto a vocês mas esse jingle grudou que nem super bonder, sendo cantado toda hora que passa esse commercial, até garcon eu já vi cantando esse jingle. Mas não tem como não admitir que a proposta da campanha foi atingida. Só falta saber se a Visa lucrou com isso ou só ficou com “bala de troco”.

Como já disse não estarei aqui semana que vem, quando voltar de viagem espero ter novos assuntos e publicidades para postar aqui e fazer uma troca com vocês, obrigado para quem sempre entra e comenta no blog.

Até a volta!

Fontes: Youtube, Scary Ideas




sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Boteco Publicitário #01


Ah a sexta-feira... dia de extravasar, beber uma cerveja bem gelada e escutar uma boa música. Dia também para estrear mais um quadro aqui no blog, agora toda sexta vai ser dia de música, mais precisamente musicas de comerciais. Sabe aquela musica que fica na sua cabeça e você não sabe o nome? E aquele jingle que e por mais que você queira você não esquece? Aqui você irá encontrá-los de novo.

Quem não lembra do comercial do Guaraná Antártica que virou hit do verão na década de 90? Intitulado “Pipoca com Guaraná”, esse jingle se fixou na cabeça de todos os brasileiros, para todo lugar que você ia havia alguém cantando a musica.


Esse hit foi um sucesso, e o faturamento da empresa foi gigantesco. Mas se ninguém ainda reparou esse hit voltou, porém totalmente modificado. Descobri isso lendo uma matéria no jornal Meio & Mensagem, que dizia que empresas estão relembrando suas antigas peças para não gastar com novas peças. Para as empresas não vale a pena gastar milhões para produzir uma nova campanha. Obviamente que eu li isso no final de 2010, depois disso reparei na nova campanha do Guaraná Antártica, aquele que está no ar com a Cláudia Leite, a letra mudou completamente mas a melodia continua a mesma.


Mas agora lembrando Guaraná Antártica.....



Sem mais comentários


segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Segunda Publicitária #01

Segunda pode até rimar com bunda, mas bunda não é o que você vai encontrar aqui, talvez até encontre em algumas peças. Esse é o primeiro de vários quadros que vão entrar no blog, a partir de hoje, toda segunda você vai encontrar aqui publicidades renomadas nacionalmente e internacionalmente, além de publicidades que não deram certo e outras façanhas.

Para começar esse novo quadro, como está todo mundo se preparando para o carnaval, e como no carnaval há sempre a campanha Vista-se!, vale a pena checar essa campanha do Viagra na Nova Zelândia. A idéia da campanha é você experimentar em todos os lugares possíveis. A assinatura da campanha é intitulada "Veja o mundo diferente"

Ficha Técnica:
Cliente: Pfizer New Zealand
Agência: M&C Saatchi Auckland
Cidade: Nova Zelândia
Data de Início: 14-01-2011





 e ai? Ficou com vontade de experimentar? Só cuidado para não se enganar e pegar seu chefe em.

Essa próxima campanha quem assina é a Adidas, para a divulgação de seu novo tênis de corrida que promete um maior desempenho e maior velocidade para o atleta ou consumidor. A idéia da campanha foi instalar nas pistas de corrida de Israel, quebra-molas, mostrando que o tênis te da uma velocidade tão rápida que você deve ir devagar para não causar um acidente.

Ficha Técnica:
Cliente: Adidas
Agência: Yehoshua\TBWA
Cidade: Israel
Data de Início: Dezembro de 2010



Agora, olhe bem antes de atravessar uma pista de corrida

Para finalizar esse primeiro post do Segunda Publicitária, nada melhor do que uma publicidade muito Fail. Imaginem a cena, você andando pelas ruas de sua cidade quando se depara com um cartaz...


Alguém aqui quer fazer esse curso?

Fontes: Scary Ideas, Insônia, Uhull, Não Salvo

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Rock In Rio

2011 já começou com tudo, mas o que é mais esperado nesse ano é a volta do Rock in Rio para a sua cidade natal. Sua décima edição promete trazer vários artistas internacionais, assim como nacionais. Algumas bandas como Red Hot Chilli Pepper, Metallica, Coldplay, Capital Inicial entre outras. Para a divulgação do evento, que começou no fim do ano passado perto do natal, a administração do Rock in Rio resolveu dar a oportunidade para as pessoas garantirem já seus ingressos, pois a venda oficial só começa em julho, então criaram o Rock in Rio card. Achei a idéia muito boa, porém há prós e contras em relação ao cartão, como ponto positivo você pode escolher um dos 5 dias em que o evento irá acontecer garantido sua vaga sem ter que se preocupar se o dia já está esgotado ou não. O único problema é que só algumas atrações foram confirmadas e como a troca do cartão pelo ingresso ocorre agora de Fevereiro a Maio, quem comprou o cartão ficará sem saber quais são as outras atrações, que talvez sejam as que gostariam de ver. O que deveria ser feito é a transferência dos dias de troca para perto do início das vendas em julho assim mais atrações já devem estar confirmadas favorecendo uma troca justa.




Para essa edição uma nova cidade do Rock está sendo construída, a diferença da nova para a antiga é que a nova será muito bem estruturada com a criação de um parque de diversões, um shopping Center entre outras coisas. Ah não se pode esquecer dos patrocinadores, que nessa edição teremos a Volkswagen, Coca-Cola (como de costume), claro, trident e a melhor patrocinadora Heineken, que foi patrocinadora do SWU. Ao que se sabe essas empresas estão preparando grandes promoções para o Rock in Rio, não só nos dias do evento mas também antes.


 

Nunca fui a um Rock in Rio, tive a oportunidade de ir no último em 2001, mas acabei não indo. Animação para esse não falta e eu espero que essa décima edição fique marcado para o resto da vida.

Mudando agora um pouco de assunto, estamos vivendo uma catástrofe aqui no Rio de Janeiro, toda hora há notícias e mais notícias sobre a tragédia que aconteceu nas cidades serranas do estado do Rio. Campanhas de doações de alimentos já começaram e a população tenta ajudar como pode. Eu acho isso muito bom, solidariedade é algo que todos devemos ter, o que eu não concordo é que a ajuda venha somente da população, não estou falando do governo do rio, mas sim das empresas de alimentos, água etc que não ajudam. Não custa nada ceder uma parte do estoque para salvar várias vidas, mas ao que parece isso não é feito. Até hoje não vi em nenhuma catástrofe uma empresa ceder caixas de mantimentos para os desabrigados, não sei quanto a vocês, posso até estar falando um absurdo, pode ter empresas que fazem isso, mas deixo o meu protesto aqui.

Fontes: Acervo Pessoal, Google


quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

BBB 11 Errata

Hoje o post será simples e rápido, na verdade será meio que uma errata do post do BBB. como eu já havia dito, várias marcas gastam milhões de reais para ter uma grande exposição durante três meses. Lendo hoje uma matéria sobre o Big Brother no Jornal Meio & Mensagem, jornal específico da área de comunicação, descobri coisas muito interessantes.

Para o BBB 11, a Rede Globo desde setembro do ano passado já havia vendido suas cinco cotas para patrocínio. Dentre as marcas que compraram essas cotas estão as mesmas do último BBB, Fiat, Guaraná Antártica, Niely, Unilever (Com a marca de caldos Knorr) e Johnson & Johnson (Com o protetor solar Sundown). Cada uma dessas marcas, segundo o jornal, desembolsou nada mais nada menos do que o valor de aproximadamente R$ 16,9 milhões de reais, para ter sua marca no reality. Mas não são só essas marcas que estarão no Big Brother, outras marcas como a Brastemp, Chilli Beans, Honda, Kibon, Samsung, entre outras, já confirmaram suas ações de merchandising no programa e ao que parece outras marcas se juntaram a essas no decorrer do programa. Estima-se que a Globo já tenha embolsado uma quantia superior a R$ 84 milhões de reais, desde o começo do programa.

A Fiat, como sempre, saiu na frente e como de costume ao levar os participantes no trajeto do Hotel até a casa, aproveitou para mostrar seu novo carro o Bravo 2011, que particularmente está muito bonito. Bom o que falta agora é esperar o programa acontecer para ver se os milhões investidos valerá a pena.

Fonte: Meio & Mensagem, edição 1441

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Pai o que é um Disquete?

O que seria nós se não existisse o humor? Bom, acho que seríamos chatos e as mais belas propagandas seriam monótonas e sem criatividade (Imaginem as campanhas da Havaianas como seriam). Eu sempre gostei de humor, acho que isso transforma as pessoas levando sua criatividade ao máximo. Hoje vendo um blog de humor, Tinha um post cujo o nome era "A reação das crianças diante das velhas tecnologias" e tinha um vídeo mostrando crianças com objetos dos anos 80 e 90. Na verdade o vídeo era um teste realizado França, para mostrar as reações das crianças diante daqueles objetos antigos, as crianças tinham ainda que dizer para que servia aqueles equipamentos, que nos anos 80 e 90 eram primordiais. 


O propósito do teste é muito interessante, mas ver como a antiga tecnologia era muito diferente do que a tecnologia atual  é mais divertido ainda. Não posso negar que não utilizei alguns desses equipamentos, eu me lembro que eu tinha um jogo de formula 1 gravado no "Disquetão". Aquilo era o máximo na época, e hoje não passa de um simples objeto histórico. No Vídeo a reação das crianças é das mais engraçadas possíveis assim como suas respostas para cada objeto mostrado. O mais interessante foi ver as antigas invenções que deram base fundamental para o avanço da tecnologia e para os equipamentos que utilizamos atualmente, objetos como o mouse que evoluíram para telas Touch screen é um exemplo disso.

Conversando mais tarde com um super amigo meu da faculdade, Fabão, e após ter comentado sobre o vídeos anterior,  ele me mostrou um outro vídeo de como seria a vida em 2014, uma visão totalmente oposta do primeiro vídeo. A interatividade com os produtos eletrônicos é mais “natural” do que vemos hoje, segundo o vídeo teremos as notícias em telas Touch Screen no espelho do banheiro, por exemplo. Outro exemplo seria fazer downloads e transferências de arquivos, fotos, músicas somente aproximando o aparelho celular de um outro aparelho, ou até mesmo de um computador. Tecnologia para esses tipos de interatividade já existem só não acho que estarão disponíveis até 2014, obviamente que quando esse vídeo foi lançado a muito tempo, por isso havia uma expectativa para que toda essa tecnologia já estivesse disponível em 2014.


O que se pode tirar desses dois vídeos é que estamos em constantes mudanças tecnológica, a cada dia que passa uma nova tecnologia é lançada ou descoberta, isso pode nos trazer vários benefícios como também podem trazer várias dependências tecnológicas. Parei e pensei então, se nós já usufruirmos dessas novas tecnologias, (Televisão em 3D, Ipad etc) como será que viveremos daqui a 20, 30 anos?, melhor dizendo como será que nossos filhos viveram? Só o tempo dirá e quando estiverem lá, olharam as tecnologias do passado e vão rir das mesmas.

Fontes: Blog Uhull e Youtube

domingo, 9 de janeiro de 2011

Ai meus R$30 milhões indo por água abaixo.....

Mais um fim de semana está acabando e cada vez mais as aulas se aproximam para voltar tudo ao normal. Enquanto isso não acontece, hoje vendo o YouTube, achei o novo comercial da Havaianas com a Fernanda Vasconcellos. Até ai tudo bem, pensei, é a continuação da campanha que começou com o comercial do guarda que autua o namorado da Fernanda por estar dirigindo de Havaianas, o problema foi quando aos 10 segundos do comercial, Fernanda aparece de frente, e lá estava o erro de Edição que chamou a atenção de todos e foi até parar nos Trending Topins do Twitter, Fernanda Vasconcellos estava sem o seu Umbigo.

Quando eu vi o vídeo, fiquei espantado e não contive o riso, fiquei rindo durante uns 10 minutos depois fiquei pensando, como alguém comete esse erro e ninguém da agência vê isso!. Bom, erros todo mundo pode cometer, agora uma campanha passa por várias pessoas antes de entrar no ar, inclusive passa pela a autorização do cliente, como ninguém viu isso. Eu fico pensando agora, como deve estar a gerência da Havaianas se contorcendo no sofá de suas casas pensando "Ai Meus 30 milhões!!". Também penso o seguinte: Até quando uma edição de Foto ou Vídeo é necessária para se vender um produto? ou melhor é realmente necessário fazer uma edição para vender um produto? na minha opinião, não, mas como a publicidade brasileira é cheia de edições nas campanhas para que o público compre cada vez mais produtos, é o que fazem e o que irei fazer.

Intão fica a pergunta, e para vocês até quando edição de Foto ou Vídeo é necessária para se vender um produto?


Vídeo Havaianas Fernanda Vasconcellos

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

BAB - Big Advertising Brasil

Percebi ontem vendo um comercial que o BBB 11 vai começar na próxima terça feira e lembrando das outras edições, acho que o nome do programa deveria se chamar Big Advertising Brasil, porque além das pessoas trancafiadas em uma casa fazendo fofoca um dos outros, o programa conta com o patrocínio de grandes marcas para poder sobreviver durante 3 meses. Algumas dessas grandes marcas como a Assolan, a Fiat e o Guaraná Antártica, praticamente viraram Âncoras do programa, tendo investido no programa em praticamente toda edição. Outras marcas a Claro, Embratel, Minuano, investem no programa para que seus produtos ou serviços sejam visto por milhares de pessoas todos os dias 24 horas. Essa exposição da marca durante 3 meses gera vários lucros, não só para a empresa mas também para o consumidor, através das promoções realizadas pelas marcas no período do programa.

Promoção BBB - Esse Produto é Brother

Mas há uma coisa que me incomoda no programa, além claro das pessoas que não fazem nada lá dentro, é o tratamento que dão as marcas. Milhões de reais são investidos no programa, ações publicitárias são criadas, brindes e mais brindes são distribuídos, para no final o programa criar uma prova de liderança, onde a marca é a patrocinadora. Até então tudo bem, porém a qualidade de criação das provas é o que não justifica o investimento que as empresas deram ao programa. Provas como ficar dentro de um carro durante 1, ou mais dias, não fazem o verdadeiro propósito da Fiat, ou será que o propósito da marca é ficar dentro de um carro por um dia?. Provas como as que aconteceram no último BBB, onde os participantes tiveram a chance de dirigir um carro, real e virtualmente, são as que verdadeiramente fazem jus ao investimento.

Vale a pena lembrar que são essas marcas que mantém o Big Brother ativo até hoje, na minha opinião não se pode tratar uma marca como era tratada no BBB, por agora teremos que esperar até Terça-feira para ver como estará as provas.


BBB - Big Bônus Brasil:

Como esse post fala especificamente sobre o BBB, agora vendo o site de notícias G1, reparei em uma matéria sobre uma das candidatas selecionadas. o título dizia "Paula erra a mão ao tentar afinar a cintura", ao abrir a página, havia um texto, mas o que mais chamou a atenção foi a seguinte foto


Agora eu intendo o porque eu tinha que "dar aula" para o pessoal da faculdade, gostaria de deixar um grande beijo para a Professora de Computação Gráfia Vera Vianna, pois sem ela acho que esse Tsunami iria invadir outras fotos...

Até o Próximo Post, e Comentem por favor, não dói, não gasta tinta do teclado e só vai tomar 1 minuto do seu tempo.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Propaganda e CONAR um casamento em paz?

Mais um dia de férias se passou e mais um post para o blog. Enquanto o fim de semana não chega, temos que conviver com a chuva que cai na cidade, ainda bem que o peixe urbano me salvou com a promoção de 3 meses da Blockbuster. Enfim, daqui a duas semanas eu viajo rumo a Argentina para terminar o pacote de férias e renovar os ares. Enquanto essa viajem não chega eu lembrei de uma coisa interessante que encontrei em Buenos Aires da ultima vez que fui. Nas ruas, revistas, bancas sempre tinha uma publicidade da Coca-Cola bem chamativa, quando você chegava em algum lugar, um restaurante, bar, até mesmo em supermercados eu perguntava se tinha Coca-Cola e ouvia a mesma resposta "Não, só tem Pepsi". No supermercado eu até encontrei Coca-Cola, mas lata não garrafa. Ficou então uma pergunta na minha cabeça, será que a Pepsi é "dona" do mercado Argentino e Coca-Cola tem dificuldade de entrar?, Bom isso eu não sei, pode até ser o contrário e eu tive a brilhante sorte de só encontrar Pepsi.


Pegando esse gancho de publicidades internacionais, enquanto eu não volto lá para ver se isso é verdade e tentar trazer algumas peças para por aqui no blog, hoje vendo alguns blogs de Humor me deparei com um Vídeo da Renault intitulado "Propaganda Proibida da Renault". Não sei se esse vídeo é velho ou novo, só sei que ele não é Brasileiro. O Vídeo não tem nada de mais, há sim uma sensualidade nele, mas nada de chocante. Daí eu pensei, e se essa propaganda estivesse sendo passada aqui no Brasil, será que seria banida?, Bom depois de estudar Ética e Legislação Publicitária eu realmente acho que ela seria banida, até porque o Conar é tão rígido que na minha opinião vira um tipo de censura na publicidade brasileira, deixando a livre expressão de lado. Óbvio que se não houvesse o Conar a Publicidade seria uma bagunça, porém há algumas coisas que poderiam ser mudadas para favorecer o trabalho de cada agência e seus clientes. Fica então uma pergunta será que poderíamos ter uma lei que seja rigorosa e ao mesmo tempo que não impedisse a livre expressão?


Caso não consigam visualizar acima: Propaganda Proibida da Renault


segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Merchandising

2011 começou e enquanto as férias não vão embora, resolvi hoje tentar ver se tinha algo de interessante, além obvio das Propagandas, na Televisão. Não sou chegado a Novela, mas como sempre a TV está ligada na hora da novela, hoje acabei vendo um trecho, onde o merchandising imperava. Essa prática está se tornando mais comum agora em que o cliente pode controlar o que quer assistir, podendo até descartar os intervalos para a propaganda. Óbvio que isso ainda não acontece na prática, mas é pensando nisso, e vendo o futuro, que as empresas e agências de publicidade trabalham uma nova maneira de divulgação de produtos, mais precisamente o merchandising. A iniciativa é boa e bastante pertinente, mas na minha opinião, o que se mostra é uma tentativa de merchandising, mas acaba virando uma "Publicidade empurrada", o que se vê não é natural, é muito forçado. Eu me recordo de uma peça da Coca-Cola que foi ao ar na Malhação, a muito tempo, você via nitidamente as jogadas de câmera para mostrar o produto, você percebia que havia um corte na história da novela/seriado para se fazer o merchandising, também dava para ver os atores tomando a Coca-Cola de maneira que a logo marca aparecesse mais. Isso me deu uma sensação de "Po já que você não vê propaganda, to fazendo uma para você agora, vai tomar uma Coca.".

Hoje, vendo a novela, percebi que isso tudo mudou, graças a Deus. Na minha opinião ainda não está muito natural, mas está agradável de se ver. Percebe-se que o conteúdo da novela, influência nas escolhas das empresas para fazer o merchandising. O jogo de câmeras, mostrando os detalhes da logo e do produto, acabou ou há poucos, também não se vê as falas forçadas. Isso sim é um merchandising digno, onde você tem uma sequência na história da novela sem ter aquele "break" dentro da mesma para mostrar um produto.

Complementos: Ontem eu postei sobre alguns produtos que encontrei em Curitiba, e um deles foi a Sopa Campbell. Hoje um amigo meu, Zeh, me mostrou que aquelas latas não são mais do que latas, são obras de arte. A Campbell investe nisso tornando as latinhas verdadeiras peças artísticas.


As Imagens foram retiradas do Google, todos os direitos são reservados aos seus donos.

domingo, 2 de janeiro de 2011

Desvendando Curitiba


Finalmente voltei para o Rio de Janeiro, depois de passar 11 dias em Curitiba para as Festas de fim de ano. Foi uma ótima estadia na casa de minha madrinha, que nos recebeu de braços abertos. Como disse um pouco no primeiro post, encontrei muitas coisas interessantes em Curitiba, mas as que ficaram mais marcantes foram as que eu encontrei ontem à tarde depois de um lanche em uma das padarias tradicionais de Curitiba, a Saint German. Voltando para casa, parei no sinal para atravessar, quando me deparei com alguns dizeres estampados no asfalto, perto da faixa de pedestres. Aquilo chamava a atenção de quem estava esperando o sinal fechar para atravessar a rua. Quando atravessei, parei para olhar o que estava escrito, assim como todo brasileiro que é curioso e sempre para em uma multidão para ver o que está acontecendo. " Agora que você reparou, atravesse na faixa", eram essas palavras que estavam escritas no chão, isso me surpreendeu, e realmente chamou a minha atenção, pois foi uma maneira criativa e inusitada que o governo da cidade teve para chamar a atenção dos pedestres para a utilização da faixa. A idéia de pegar esse "jeito" curioso do brasileiro foi, na minha opinião, um insight muito criativo e que gera resultados, tentando assim diminuir o índice de atropelamentos na cidade.


Antes de ter achado essa peça no meio do caminho, dentro da confeitaria, em cima da mesa, estava o porta condimentos, onde nele estavam os saches de açúcar União. Eu sei que essa campanha é antiga, mas vale a pena relembrá-la, pois se trata de dizeres estampados nos saches, que remetem ao símbolo de uma União. Beijos, abraços são alguns dizeres que fazem parte dessa peça e que é sempre bom compartilhar com alguém próximo ou que seja especial.


Ao chegar devolta na casa da minha madrinha, como ela também é uma profissional de comunicação, me mostrou vários objetos de edições especiais, como também objetos difíceis de se achar em um supermercado no Rio de Janeiro. Dou destaque a Sopa Campbell's, com seu design antigo mas que mesmo assim continua forte no mercado. Aqui no Rio, não sei vocês, mas eu só encontro na Lidador onde vende produtos importados. Para falar a verdade eu nunca a experimentei, até veio na bagagem essas duas latas, vou experimentar para ver se são boas.

Outro produto que ela me mostrou foi a lata comemorativa da Brahma, da coleção histórica, eu sei que é antiga, já vi comercial, mas nunca tinha visto de perto. É engraçado poder ver e comparar com as latas de hoje em dia, antigamente você tinha que por muitos detalhes na lata, ilustrações, dizeres etc, particulamente eu acho muito mais interessante do que uma lata só com o logo da marca, acho que as antigas se sobressaem mais do que as atuais. Tomei também uma cerveja chamada Eisenbahn, muito boa a cerveja não é leve e nem pesada. É uma cerveja importada, mas seu rótulo parece que não sofreu muitas modificações, ao contrário das nossas cervejas que estão sempre inovando. As vezes eu me pergunto, porque estampar nas latas e garrafas apenas a marca, se podemos mostrar muito mais dessa bebida ou marca, assim como as cervejas mais tradicionais e mundiais mostram a vários séculos?

 

Bom acho que por hoje já chega de desvendar Curitiba, está na hora de desvendar o Rio de Janeiro e suas peripécias publicitárias, até a próxima

sábado, 1 de janeiro de 2011

New Year

Depois de Anos sem escrever em um blog, resolvi criar em 2011 um site contando um pouco sobre a vida de um jovem publicitário, que por sinal não é nada fácil. Pois bem hoje é dia 1 de Janeiro de 2011, passei as festas de fim de ano em Curitiba, digamos que está sendo uma experiência muito gelada, afinal a temperatura aqui está em torno de 18ºC. Uma das experiências mais marcantes foi a Coca-Cola de 3L. Curitiba, para quem não sabe, é a cidade teste dos produtos que compramos, e entrar em um supermercado aqui é totalmente diferente do que entrar em um supermercado no Rio ou em outra cidade. Produtos novos e alguns que nunca saberíamos que existia, existe aqui em Curitiba, Foi o caso da Coca-Cola de 3L, uma garrafa estupidamente enorme que tem um poder de atração incrível! Estou até levando uma para o Rio, para tomar com uma Pizza e um bom filme.